GeoLeiria

Este Blog pretende ser o ponto de encontro e debate dos Geólogos em/de Leiria e de todos aqueles que gostam desta ciência ou de Biologia, Geografia, Ambiente e Astronomia, entre outras. Criado no âmbito do Projecto Ciência Viva VI "À descoberta da Geologia em Leiria", com membros nas Escolas Correia Mateus e Rodrigues Lobo, Núcleo de Espeleologia de Leiria e Centro de Formação de Leiria, neste local serão colocadas novidades locais, nacionais e internacionais, actividades de Escolas e outros.

sexta-feira, abril 30, 2010

A 3ª maior gruta de Portugal‏

Recebido via mailing-list espeleo_pt:


Caros companheiros:

No passado sábado, dia 24 de Abril de 2010, os espeleólogos do Colectivo Dueça conseguiram conectar as galerias de jusante do Soprador do Carvalho com a galeria do Olho do Dueça. Esta grande cavidade ultrapassa os 5000 metros de desenvolvimento, tornando-se na terceira maior gruta de Portugal.

O início da exploração das galerias de jusante remonta ao início da década, ao passo que o Olho do Dueça tem sido alvo de vários mergulhos desde 2003. A conexão foi possível após sucessivas desobstruções em galerias de dimensões muito reduzidas.

Este foi mais um importante passo no conhecimento da espantosa rede subterrânea do Sistema Espeleológico do Dueça, 15 anos depois do início da sua descoberta.

O Colectivo Dueça, com a ajuda de todos os interessados, continuará os trabalhos de exploração e investigação do Sistema Espeleológico do Dueça, consciente da importância da sua preservação.

Pelo Colectivo Dueça - CIES-GPS-NEC-SAGA:

Miguel Pessoa - Sérgio Medeiros

NOTA: os nossos parabéns à equipa - esperemos que este endocarso consiga ser prservado como merece...

quinta-feira, abril 29, 2010

Gadjet astronómico divertido



AstroStar - As estrelas em sua casa
The magic of starlight indoors

Hoje em dia, devido à poluição que podemos verificar nas nossas cidades diariamente, quer de índole atmosférica quer de iluminação, muitos de nós perdemos a beleza e genialidade das estrelas a piscarem nos céus. Para tentarmos ter um pouco dessa recriação em nossas casas, apresentamos o AstroStar.

O AstroStar vai de certeza trazer um pouco de brilho celestial para dentro da sua casa!

Com este projector vai conseguir transmitir no tecto da sua casa ou nas paredes, um mapa dos céus com todo o brilho e espectacularidade.

Composto por uma base rotativa com um alinhamento em “compass-point”, é possível ajustar o seu AstroStar de acordo com a sua localização e época do ano, para que projecte exactamente um mapa de uma noite estrelada em seu redor.

Uma possibilidade fascinante, e igualmente realizável, é poder combiná-lo de forma a que possa de modo exacto, correr a sequência do movimento dos céus ao longo do ano.

Em suma, o AstroStar é ideal para os amantes da astronomia, para os mais novos, ou qualquer pessoa que queira desfrutar das estrelas no conforto do seu lar! Ainda poderemos dar como exemplo a sua implementação em bares, para criação de ambientes acolhedores!


Alimentação: 2 pilhas tipo "AA".

Nota: O Astrostar é vendido em kit pelo que é necessário montagem.

As instruções encontram-se em Inglês.

Preço: 69.90 euros AQUI

Blog sobre Vulcanologia

Para os mais interessados em vulcões e vulcanologia e que lêem inglês, sugere-se um Blog muito interessante e sempre com novidades: Eruptions.

Eis uma imagem roubada ao seu último post:


An undated painting of the island volcano of Ischia near the Bay of Naples, Italy.

terça-feira, abril 27, 2010

Corvus sapiens sapiens


Este fantástico video acompanha o recente artigo "Complex cognition and behavioural innovation in New Caledonian crows" publicado na Proc. R. Soc. B, por uma equipa da Universidade de Auckland e também disponível aqui.


segunda-feira, abril 26, 2010

Curso de Ilustração Científica no Porto


O CIIMAR vai receber pela segunda vez este ano, nestes três fins-de-semana de Maio e Junho, um dos maiores ilustradores científicos do país, consagrados pelo Guil of Natural Science Ilustrators (EUA) e com trabalhos publicados na National GeographicMestre Fernando Correia. O sucesso da 1.ª edição, que decorreu em Março, foi muito bom e “obrigou-nos” a repetir o curso.

O curso destina-se a qualquer pessoa interessada em aprender técnicas de índole gráfico e a iniciar-se no vasto mundo da ilustração científica, e não é necessário possuir qualquer formação científica ou artística de base.

Estão abertas as inscrições até dia 1 de Maio, que têm número limitado de vagas.

Datas:
  • 8 e 9 Maio 2010
  • 15 e 16 Maio 2010
  • 05 e 06 Junho 2010
Local:
CIIMAR - Universidade do Porto
Rua dos Bragas, 289
4050-123 Porto

LINK - OUTRO CARTAZ

Para mais informações contacte:

Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros - dia aberto

O Instituto da Conservação da Natureza e da Biodiversidade assinala o Ano Internacional da Biodiversidade promovendo em cada Área Protegida iniciativas que visam uma maior aproximação/sensibilização com residentes e visitantes.

Assim, o Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros organiza no dia 4 de Maio de 2010 um “dia aberto” subordinado ao tema “Cidadania e Consumo” e pautado por iniciativas que contribuem para a “descoberta” do seu território e para a difusão da ideia de “uso sustentável” nomeadamente através da dinamização de actividades de educação ambiental e de turismo de natureza envolvendo, escolas, clubes e associações locais bem como entidades oficiais.

No final do dia decorre um workshop dedicado aos “Desporto de Natureza”, importante contributo para a revisão, em curso, da Carta de Desporto de Natureza do PNSAC.




A. ACTIVIDADES PNSAC


1. Visita ao Centro de Interpretação Subterrâneo da Gruta Algar do Pena (Barreirinhas - Alcanede) - 09.00 e 17.30 horas

Participantes: Público em geral (crianças a partir dos 3 anos só acompanhadas pelos pais ou professores)
Inscrições: pnsacvisitas@gmail.com ou telemómel 966 599 867 (Maria João Martins)


2. Visita ao Monumento Natural das Pegadas de Dinossáurios da Serra de Aire (Bairro) - 10.00 e 15.00 horas (Duração: 1h30m/visita)

Participantes: público em geral
Inscrições: telefone 249 530 160 - Rui Louro


3. Visita às Pegadas de Dinossáurios de Vale de Meios (Pé da Pedreira, Alcanede) -10.30 e 15.00 horas

Participantes: público em geral
Inscrições: telefone 243 999 480 (Florbela Silva)


4. Atelier de Educação Ambiental - À Descoberta do Rio Lena (Ecoteca do Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros, Porto de Mós) - 09.00 às 17.30 horas

Participantes: Escolas
Inscrições: telefone 244 491 904 (Emília Trovão)


5. Atelier de Educação Ambiental - Observação e Anilhagem de Aves no Arrimal (Parque de Campismo do Arrimal - Arrimal) - 09.00 às 12.30 horas

Participantes: Escolas do 1º ciclo
Inscrições: telefone 243 999 480 (Luís António Ferreira)



B. ACTIVIDADES PNSAC COM APOIO DE ENTIDADES LOCAIS

1. Percurso Pedestre PR4 (RMR) - De Chãos à Gruta (Centro Cultural de Chãos) - 09.00 horas

Participantes: público em geral
Condições: duração 3 horas e meia e mínimo e máximo de participantes: 5/20 pessoas;
Inscrições: telemóvel 967 224 406 (António Frazão)
Apoio: “Cooperativa Terra Chã”


2. Percurso Pedestre PR1 (PMS) - Serra da Lua (Parque de Campismo do Arrimal) - 15.00 horas

Participantes: público em geral
Condições: duração: 3 horas e mínimo e máximo de participantes: 5/20 pessoas
Inscrições: telemóvel 919 498 696 (Valdemar Gomes)
Apoio: “Clube do Mato”



C. Workshop

CONTRIBUTOS PARA A REVISÃO DA CARTA DE DESPORTOS DE NATUREZA DO PNSAC (Sede do PNSAC, Rio Maior) - 17.30 horas

Objectivo: recolha de contributos para a revisão, em curso, da Carta de Desporto de Natureza do PNSAC
Entidades convidadas: Juntas de Freguesia, Associações e Clubes, Bombeiros Voluntários, Associações de Escuteiros e Estabelecimentos de Ensino.

FONTE: ICNB

Astrofesta em Regueira de Pontes - fotos

Foi uma festa fantástica - a apresentação do livro "O Mistério da Estrelinha Curiosa", pela autora, a Leonor Lourenço (que é Educadora no Jardim de Infância de Regueira de Pontes, local da actividade), o convívio, com comida partilhada, o espaço interior e exterior do Jardim, a vontade de ver e aprender de graúdos e miúdos, a vinda de gente de muito longe, tudo valeu a pena (apesar do cansaço de uma longa semana de trabalho).

Os nossos agradecimentos às Educadoras Leonor Lourenço e Celeste Portela, ao João Cruz (Professor da ESEL e excelente astrofotógrafo), às estagiárias do Jardim, à família Vicente (que trouxe um excelente telescópio), às restantes famílias, aos meninos e meninas, que se portaram tão bem e a S. Pedro, pela fantástica noite...!

Estavam para aparecer o Paulo Simões e Fernando Cadima, mas o seu trabalho de Escola impediu-os de estarem fisicamente desta vez...

E agora as fotos enviadas pela Leonor:

Concurso Fotográfico Calores e Vapores da Terra


Em comemoração do Dia Mundial da Terra, o Grupo de Fotografia de Natureza dos Amigos dos Açores e o Grupo “Vida em Ebulição” do Observatório Microbiano dos Açores lançam um Concurso Fotográfico intitulado “Calores e Vapores da Terra” que visa a sensibilização da sociedade para importância da valorização dos recursos naturais termais dos Açores.

Pretende-se que os participantes, que poderão remeter fotografias até 31 de Julho, procurem a interligação entre a Terra e a Vida, bem como a descoberta dos recursos naturais termais dos Açores, que se destacam de outras regiões, materializando traços identitários do ser açoriano.

Participe!

sábado, abril 24, 2010

Seminário sobre Explosivos e Operações de Desmonte


Numa colaboração com a AP3E – Associação Portuguesa de Estudos e Engenharia de Explosivos realiza-se no dia 12 de MAIO de 2010 (Quarta-Feira), pelas 14.30 horas, no Departamento de Ciências da Terra da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa um Seminário sobre Explosivos e Operações de Desmonte.

O referido Seminário prevê o desenvolvimento dos seguintes temas e oradores:
1. Explosivos civis: suas propriedades e colocação no mercado – Prof. José Carlos Góis (DEM-FCTUC)
2. Aplicação de explosivos em operações de desmonte de rocha – Eng.º António Vieira (ISEP)
3. Controlo de impactes ambientais decorrentes da aplicação de explosivos – Prof. Pedro Bernardo (IST)
4. Aspectos legislativos relacionados com o sector dos explosivos – Dr. Victor Rodrigues (MAXAMPor, SA)
5. Aplicação de explosivos no desmonte de rochas para a indústria cimenteira – Engª Dina Gomes (Urmaquinas, Lda.)

Local: sala 336, Departamento de Ciências da Terra, Campus de Caparica, telefone 212 948 573.

Objectivo: Promover a Engenharia dos Explosivos junto dos alunos das licenciaturas e dos mestrados dos cursos sediados no Departamento de Ciências da Terra e outros potenciais interessados (Engenharia Civil, Engenharia Mecânica, Engenharia do Ambiente …).


a. Entrega de 1 exemplar do DETONICA (revista da AP3E)


b. Para os estudantes são oferecidas condições especiais de inscrição na AP3E como associado - dispensa do pagamento de jóia
‒ Sócio estudante: 10 € (valor da quota anual)


c. Para informações junto da AP3E contactar:

‒ Secretariado AP3E: Dra. Cidália Faria
Tel/Fax: 239 941234
Email: secretariado@ap3e.pt
http://www.ap3e.pt

Contactos no DCT-FCT/UNL: José António de Almeida: ja@fct.unl.pt.

ENTRADA LIVRE

Mais informações AQUI

A NASA lançou o Telescópio Hubble há 20 anos

Do Blog AstroLeiria publicamos o seguinte post:


Hoje o Google Doodle do dia mostra-nos uma imagem que remete para o lançamento, há 20 anos do HST (Hubble Space Telescope ou Telescópio Espacial Hubble - TEH - em português).

Clicando na figura central o buscador leva-nos para links de páginas sobre o Huble, mas clicando fora acedemos ao Google Sky e ver as estrelas a partir de determinados pontos da Terra.

Com a nova função, os usuários podem usar o Google para observar maravilhas astronómicas como a Nebulosa do Caranguejo (Crab Nebula), os restos em expansão de uma supernova que fica a 6,3 mil anos-luz da Terra.

Marcas nas fotos das estrelas condizem-nos a textos explicativos da Wikipedia. Sobreposições mostram constelações inteiras, ilustram as fases da Lua e mostram como os planetas visíveis da Terra orbitam ao longo de dois meses.

O acervo de imagens cobre 100 milhões de estrelas e 200 milhões de galáxias, segundo o Google. Embora muitas das imagens já estejam disponíveis on-line, o Google quer torná-las mais acessíveis pelo Google Earth, até então focado em imagens de satélite da Terra.

“Aproxime-se de galáxias a milhões de anos-luz de distância, explore constelações, veja os planetas em movimento, testemunhe supernovas; é como ter uma telescópio virtual gigante sob o seu comando - seu planetário pessoal”, escreveu Lior Ron, gerente de produtos do Google, no blog da equipa do Google Earth e Google Maps.

O Google Sky usa imagens em alta resolução de diversos observatórios espaciais, incluindo o Space Telescope Science Institute, o Sloan Digital Sky Survey, o Digital Sky Survey Consortium, o Palomar Observatory (da CalTech), o Astronomy Technology Center, no Reino Unido, o Anglo-Australian Observatory, além do Telescópio Espacial Hubble, da NASA.

sexta-feira, abril 23, 2010

Diga Eyjafallajoekull...!

quinta-feira, abril 22, 2010

Dia da Terra


Hoje o Google Doodle é naturalmente dedicado ao Dia Internacional da Terra. Eu, na minha Escola, decidi comemorá-lo com uma Feira de Minerais...

Quanto à história da data, aqui fica a versão da Wikipédia:

O Dia da Terra foi criado pelo então senador dos Estados Unidense Gaylord Nelson, no dia 22 de Abril.

Tem por finalidade criar uma consciência comum aos problemas da contaminação, conservação da biodiversidade e outras preocupações ambientais para proteger a Terra.


História

A primeira manifestação teve lugar em 22 de abril de 1970. Foi iniciada pelo senador Gaylord Nelson, activista ambiental, para a criação de uma agenda ambiental. Para esta manifestação participaram duas mil universidades, dez mil escolas primárias e secundárias e centenas de comunidades. A pressão social teve seus sucessos e o governos dos Estados Unidos criaram a Agência de Protecção Ambiental (Environmental Protection Agency) e uma série de leis destinadas à protecção do meio ambiente.

  • Em 1972 celebrou-se a primeira conferência internacional sobre o meio ambiente: a Conferência de Estocolmo, cujo objectivo foi sensibilizar os líderes mundiais sobre a magnitude dos problemas ambientais e que se instituíssem as políticas necessárias para erradicá-los.
  • O Dia da Terra é uma festa que pertence ao povo e não está regulada por somente uma entidade ou organismo, tampouco está relacionado com reivindicações políticas, nacionais, religiosas ou ideológicas.
  • O Dia da Terra refere-se à tomada de consciência dos recursos na naturais da Terra e seu manejo, à educação ambiental e à participação como cidadãos ambientalmente conscientes e responsáveis.
  • No Dia da Terra todos estamos convidados a participar em actividades que promovam a saúde do nosso planeta, tanto a nível global como regional e local.
  • "A Terra é nossa casa e a casa de todos os seres vivos. A Terra mesma está viva. Somos partes de um universo em evolução. Somos membros de uma comunidade de vida independente com uma magnífica diversidade de formas de vida e culturas. Sentimo-nos humildes ante a beleza da Terra e compartilhamos uma reverência pela vida e as fontes do nosso ser..."

Surgiu como um movimento universitário, o Dia da Terra converteu-se em um importante acontecimento educativo e informativo. Os grupos ecologistas utilizam-no como ocasião para avaliar os problemas do meio ambiente do planeta: a contaminação do ar, água e solos, a destruição de ecossistemas, centenas de milhares de plantas e espécies animais dizimadas, e o esgotamento de recursos não renováveis. Utiliza-se este dia também para insistir em soluções que permitam eliminar os efeitos negativos das actividades humanas. Estas soluções incluem a reciclagem de materiais manufacturados, preservação de recursos naturais como o petróleo e a energia, a proibição de utilizar produtos químicos danosos, o fim da destruição de habitats fundamentais como as florestas tropicais e a protecção de espécies ameaçadas. Por esta razão é o Dia da Terra.

Este dia não é reconhecido pela ONU.

Hoje é dia Mundial da Terra!


Imagem do blogue de astronomia português Astro.pt . Na Feira do Livro de Coimbra, na Praça da República, há uma tertúlia sobre "Como era a vida na Terra" com Octávio Mateus, Vanda Ramos, Pedro Callapez e Eugénia Cunha, moderada por Carlos Fiolhais.

terça-feira, abril 20, 2010

Formação geológica para professores na região


Aqui fica o link para o Cronograma e a Ficha informativa da acção HISTÓRIA GEOLÓGICA E GEOLOGIA NA HISTÓRIA - ROTEIROS GEOLÓGICOS, a ministrar em Alcobaça, a partir de 21 de Maio de 2010, pelo Doutor Jorge Dinis (Universidade de Coimbra), na qual se devem inscrever antes que acabem as vagas.

Note-se que a descarga dos documentos informativos não funciona no Firefox, mas sim no Internet Explorer:


Registo de Acreditação: CCPFC/ACC -58282/09
Duração: 25 horas
Unidades de Crédito: 1.0
Destinatários: Professores dos grupos 230, 420 e 520


Conteúdos a abordar
Geologia Regional
  1. Unidades geológicas, estruturas tectónicas, evolução da Bacia Lusitânica e da margem continental passiva.
  2. Saída de campo para observação e discussão das séries e acidentes Meso-Cénozóicos.
Evolução Pós-UMG
  1. Último Máximo Glaciar, transgressão flandriana e Holocénico; comunidades humanas e condicionantes/impactos geológicos.
  2. Saída de campo para observação e discussão das lagunas holocénicas, seu enchimento e bacias de drenagem.

A acção terá início a 21 de Maio de 2010, às 17.30 horas, na Escola Secundária D. Inês de Castro - Alcobaça.

Lá para Setembro/Outubro o Doutor Jorge Dinis conta fazer uma semelhante, através da Universidade de Coimbra, com 2.4 Unidades de Crédito, pois implica trabalhos/relatórios pelos formandos, em interacção com formador.

NOTA: penso que ainda há vagas na Acção em Alcobaça e que a inscrição é de 80 euros...

Notícia e fotos do Eyjafallajoekull na Visão

VEJA A GALERIA DE FOTOS DO VULCÃO VISTO DE PERTO, numa altura em que, à excepção da Alemanha e do Norte de Itália, o espaço aéreo europeu está reaberto. Mas a regularização da circulação vai ser muito lenta



A maioria dos aeroportos do espaço aéreo europeu foi, esta terça-feira, reaberta, prevendo-se que a regularização da circulação seja "morosa", segundo um porta-voz da TAP, que apelou para a "calma e compreensão" dos passageiros.

"Desde o início da manhã que é possível operar para a maioria dos países da Europa, excepto para a Alemanha e norte de Itália, que estão ainda com restrições", adiantou à Lusa André Serpa Soares, da Direcção de Comunicação da TAP, sublinhando que os passageiros da transportadora nacional que tenham como destino as cidades europeias poderão começar a dirigir-se para os aeroportos.

Ainda assim, André Serpa Soares alertou para o facto de a regularização da circulação ser "necessariamente morosa", como resultado do cancelamento de milhares de voos europeus, desde sexta feira passada, altura em que foi encerrado o espaço aéreo de vários países devido à nuvem de cinzas vulcânicas emanadas de um vulcão em actividade na Islândia.

in Visão - ler notícia

Observação Astronómica em Regueira de Pontes - mapas

Do Blog AstroLeiria publicamos o seguinte post, com convite para participação numa observação astronómica:

UMA NOITE DIFERENTE, UMA NOITE MÁGICA

No seguimento do Projecto Re (construir) olhares… vivendo Emoções" (Jardim-de- Infância de Regueira de Pontes), convidam-se todas as pessoas interessadas para um olhar diferente sobre o Universo:
  • Narração da história O MISTÉRIO DA ESTRELINHA CURIOSA pela autora, Leonor Lourenço;
  • Observação astronómica, com telescópio, da LUA, VÉNUS, MARTE, SATURNO e outros astros sob orientação de astrónomos amadores de Leiria (Fernando Martins, Paulo Simões, Fernando Cadima e outros).

Data: Noite de 23/04/2010 (6ª para sábado);

Horário: 20.30 – 23.00 horas;

Local: Jardim de Infância de Regueira de Pontes.

Localização do Jardim de Infância de Regueira de Pontes - clicar para aumentar

Não esquecer de trazer:
  • Comida/bebidas para partilhar;
  • Mapas celestes ou livros;
  • Telescópio ou binóculos;
  • Amigos ou familiares;
  • Vontade de aprender e dúvidas.


LINKS

Nota - Caso o tempo não esteja favorável à observação astronómica, será projectado uma apresentação multimédia.


ORGANIZAÇÃO
  • Núcleo de Astronomia Galileu Galilei do Agrupamento de Escolas Dr. Correia Mateus
  • Clube de Astronomia da Escola D. Dinis
  • Blog AstroLeiria - http://astroleiria.blogspot.com/
  • Educadoras Leonor Lourenço e Celeste Portela (Jardim de Infância de Regueira de Pontes)

NOTA: aqui fica um mapa interactivo da GoogleMaps, com início de percurso no cruzamento da Estrada da Figueira (Nacional 109) com a Estrada Nacional 1 e terminus no Jardim de Infância de Regueira de Pontes:


View Larger Map

segunda-feira, abril 19, 2010

Propostas para passar o tempo nos aeroportos - mais flash mob's

♪ I don't know where I'm a-gonna go when the volcano blow ♪

"Volcano", de Jimmy Buffett, é a música sugerida para a próxima acção de flash mob nos aeroportos.


(roubado ao 31 da Armada)


NOTA: Para quem não se lembra, a TAP e a ANA, por altura do Natal e Ano Novo, andaram a brincar aos flash mob no Aeroporto de Lisboa - ver:

Eyjafallajoekull


(Clicar para aumentar - retirado daqui - via Blog A Educação do meu Umbigo)

Ventos islandeses

Islândia em cinzas

Após ter sido consumida pelas chamas do subprime, a Islândia chove agora em cinzas sobre a Europa. Abaixo fica uma animação das cinzas islandesas, que nos últimos dias têm levado a incontáveis adiamentos e cancelamentos de voos comerciais.



(clicar para aumentar - evolução da nuvem de poeiras de 14 a 18 de Abril)

in O Cachimbo de Magritte - post de Paulo Santos

quinta-feira, abril 15, 2010

Aviação e vulcanismo no Público

Do Blog Geopedrados publicamos o seguinte post:

80 casos documentados nos últimos 20 anos
Cinzas vulcânicas: um novo perigo para a aviação?

As poeiras dos vulcões podem fazer parar os motores dos aviões

As cinzas cuspidas pelos vulcões são um grande risco para a aviação civil, porque podem danificar os motores dos aviões e reduzir drasticamente a visibilidade. Por isso é que foram encerrados inúmeros aeroportos por causa da erupção do vulcão islandês.

Ao longo dos últimos 20 anos, foram registados 80 casos de aviões apanhados em nuvens de partículas vulcânicas. As cinzas provocaram a perda de dois Boeing 747 e danificaram outros 20 aparelhos, com custos de reparação na ordem de centenas de milhões de euros, segundo peritos.

“Na alta atmosfera, onde circulam os aviões comerciais, a cinza vulcânica pode causar uma avaria no motor, danificar as pás das turbinas ou ainda as sondas electrónicas de Pitot, podem provocar a perda de aparelhos e mortes”, segundo o jornal especializado "Natural Hazards".

Com o tráfego de passageiros a aumentar 5 por cento ao ano no mundo, “o carácter imprevisível das erupções vulcânicas pode fazer deste novo risco uma ameaça significativa”, dizem peritos da Noruega e da Austrália nesta revista de 2009.

“A ameaça para a aviação é óbvia”, disse hoje à AFP Kjetil Toerseth, responsável pelas questões de poluição no instituto norueguês de investigação aérea.

“A poeira pode fazer parar os motores, mas pode apenas fazer alguns danos, e é necessário então fazer uma verificação completa dos motores se sabemos que o avião atravessou uma nuvem de cinza", acrescentou.

Para informar a aviação internacional sobre a posição e os movimentos destas nuvens, foram instalados “centros de conselho sobre as cinzas vulcânicas” em institutos meteorológicos em nove regiões do mundo.

O primeiro caso amplamente documentado de um avião que atravessou uma nuvem de cinzas vulcânicas foi o de um voo da British Airways em 1982, no momento da erupção do vulcão indonésio Gulanggung.

Todos os reactores do avião perderam a potência enquanto o aparelho atravessava uma nuvem de cinzas. A aeronave caiu mais de 4 mil metros antes de chegar a um lençol de ar não poluído, o que permitiu o recomeço dos motores.

O avião conseguiu então finalmente uma aterragem de urgência em Jacarta, apesar de um dos pára-brisas ter ficado completamente opaco por causa das cinzas.

Cinzas podem manter-se vários meses

Em 1989, um avião assegurando o voo KLM 747 entre Amesterdão e Anchorage, no Alasca, deu por si no meio de uma nuvem de cinzas do vulcão Redoubt, a 177 quilómetros da cidade norte-americana, apesar dos sistemas de alerta previstos, o que levou à perda de potência dos motores. Conseguiu ainda aterrar em Anchorage, mas a substituição dos quatro motores danificados custou 80 milhões de dólares.

Durante as grandes erupções do vulcão indonésio de Pinatubo em 1991 – quando as nuvens de cinzas tiveram ainda uma influência sobre o clima – foram reportados mais de 40 incidentes com aviões.

“A influência sobre o clima depende de onde decorrem as erupções vulcânicas”, disse hoje à AFP Yves Tourre, investigador da dinâmica do clima no Instituto Meteorológico francês.

Nos trópicos – no caso de Pinatubo – as nuvens de cinzas podem-se manter “vários meses, até mesmo um ano” a mais de 18 quilómetros de altitude, bloqueando os raios solares, com um impacto na temperatura ao sol, diz Tourre. Mas a situação deverá ser diferente no caso do vulcão islandês.

in Público - ler notícia

NOTA: a notícia tem um lapso - coloca o Pinatubo na Indonésia (é lá perto - as Filipinas são logo a seguir...) mas não deixa de ser interessante.

Consequências em Portugal da erupção islandesa

15 Abril 2010 - 19h41
Três mil passageiros afectados
Portugal com 163 voos cancelados

Cento e sessenta e três voos foram cancelados esta quinta-feira em Portugal, a maioria em Faro, na sequência do vulcão que entrou em erupção na Islândia e provocou uma nuvem de cinza na Europa, divulgou a ANA - Aeroportos de Portugal.

Faro foi o aeroporto mais penalizado com 104 voos cancelados, refere a ANA, em comunicado.

A maioria das ligações deste aeroporto são com o Reino Unido, pelo que foi o mais atingido por esta perturbação atmosférica.

O cancelamento de voos da TAP na sequência da erupção vulcânica na Islândia afetou cerca de 3.000 passageiros, que poderão alterar as suas reservas para datas posteriores sem qualquer penalização, assegurou a Transportadora Aérea.

De acordo com um comunicado da TAP, foram cancelados 17 voos da transportadora nacional ao longo do dia para Copenhaga, Estocolmo, Helsínquia e Oslo, na Escandinávia, e Londres, Amesterdão Bruxelas e Hamburgo.

No Aeroporto de Lisboa foram cancelados 34 voos, entre 19 partidas e 15 chegadas, enquanto no Aeroporto Francisco Sá Carneiro, no Porto, foram 16 voos.

No Aeroporto da Madeira, oito voos foram cancelados, enquanto nos Açores apenas uma ligação ficou cancelada.

"A maioria dos destinos e origens destes voos são na Europa Central, Europa do Norte e sobretudo Reino Unido", disse a ANA - Aeroportos de Portugal.

Na mesma nota, a empresa aconselha os passageiros com voos para esta quinta ou sexta-feira a confirmarem o voo antes de se dirigirem ao aeroporto.

As nuvens de cinzas foram provocadas pela erupção, na quarta feira de manhã, de um vulcão do glaciar Eyjafjallajokull, no sul da Islândia.

Cerca de 800 pessoas já foram retiradas das suas habitações no sul do País.

Por todo o Mundo foram cancelados vários voos com destino ao Norte e centro da Europa devido a preocupações de segurança.

PERTURBAÇÕES PODEM DURAR DOIS DIAS

As perturbações no tráfego aéreo europeu provocadas pela nuvem de cinzas vulcânicas proveniente da Islândia podem durar dois dias, mas depende da evolução da nuvem, declarou esta quinta-feira um porta-voz da agência europeia para a segurança aérea, Eurocontrol.

"Consideramos que entre 4000 e 5000 voos podem ser afetados em 24 horas até à meia-noite de hoje", referiu a porta-voz Kyla Evens.

A Europa regista normalmente 28 mil voos por dia, acrescentou.

Uma enorme nuvem de cinzas expelidas pelo vulcão islandês obrigou esta quinta-feira grande parte dos aviões no Norte da Europa a ficarem no solo.

O vulcão, no glaciar Eyjafjllajokull, no sul da Islândia, registou na quarta-feira a segunda erupção em menos de um mês. Devido à erupção vulcânica, cerca de 800 pessoas foram retiradas da região.



in CM - ler notícia

A força da natureza

15 Abril 2010 - 12h22
Erupção levou à evacuação de 800 pessoas na Islândia
Cinzas de vulcão cancelam voos em toda a Europa


A erupção de um vulcão no glaciar Eyjafjllajokull, na Islândia, está a obrigar aeroportos europeus a cancelarem os voos devido à espessa nuvem de cinzas que se espalha por todo o espaço aéreo. A TAP já cancelou dois voos, um para a Suécia e outro para a Dinamarca, e aguarda novas informações sobre o eventual cancelamento de mais ligações, nomeadamente para a Noruega.

A ANA disse à Lusa que os voos dos aeroportos do Porto e de Faro com destino aos aeroportos ingleses também vão ser afectados pelas consequências que a erupção vulcânica está a provocar, tendo sido já cancelados, no aeroporto Francisco Sá Carneiro, sete voos de ou para o Reino Unido.

A companhia low cost Ryanair informou através de um comunicado que todos os seus voos previstos para hoje de e para o Reino Unido já foram cancelados, podendo os passageiros transferir a sua passagem para outro voo ou pedir o reembolso do bilhete.

A Eurocontrol, agência de segurança aeronáutica, anunciou esta manhã que o espaço aéreo da Alemanha, da Bélgica e da Holanda vai ser encerrado parcialmente a partir das 14h00 locais (13h00 em Lisboa), tendo a maior companhia aérea alemã, a Lufthansa, informado que a partir das 12h00 as ligações para o aeroporto de Heathrow, em Londres, serão canceladas.

Segundo informações da Lusa, os voos de longo curso com destino à América do Norte registam alguns minutos de atraso porque os pilotos são obrigados a mudar a rota para afastar-se da nuvem de cinza.

A erupção levou à evacuação, na passada quarta-feira, de cerca de 800 pessoas no sul da Islândia.

IMAGENS DO VULCÃO FEITAS PELA SKY NEWS




in CM - ler notícia

Como fazer blogues, sites e partilhar documentos com ferramentas Google


Vou fazer uma Acção de Formação não creditada, para docentes (e não só…) intitulada Como fazer Blogues, Sites e partilhar documentos com ferramentas Google.

Local: Escola Correia Mateus - Leiria.

Data: 21.04.2010 (4ª).

Horário: 14.30 – 17.00 horas.

Destinatários: Professores (prioridade para docentes do Departamento de Matemática e Ciências Exactas, do Grupo de Geografia), membros do Conselho Geral do Agrupamento de Escolas Dr. Correia Mateus. Está ainda aberta a outros docentes da mesma Escola ou de outras Escolas, até um limite de 15 pessoas e a leitores deste Blog (sendo necessário, para participar, ter conhecimentos mínimos de Internet e e-mail do GMAIL activo e funcional).

Actividades: Workshop para professores de aprofundamento de conhecimentos sobre a utilização em contexto escolar de Grupos de Trabalho Google, criação de sites e de Blogues, com especial ênfase na sua aplicação em divulgação científica e trabalho cooperativo, no uso com turmas ou outros.

Formador: Fernando João Fernandes Oliveira Martins.

Organização: Departamento de Matemática e Ciências Exactas e Blog Geopedrados.

Inscrições: por e-mail (fernando.oliveira.martins@gmail.com) ou Fax (244 845 019), indicando Nome, Grupo Disciplinar, e-mail e Escola onde lecciona.


Aqui ficam dois documentos de apoio:

Observação Astronómica em Regueira de Pontes - 23.04.2010

Post em estereofonia com o Blog AstroLeiria:


UMA NOITE DIFERENTE, UMA NOITE MÁGICA

No seguimento do Projecto “Re (construir) olhares… vivendo Emoções” convidam-se todas as pessoas interessadas para um olhar diferente sobre o Universo:
  • Narração da história O MISTÉRIO DA ESTRELINHA CURIOSA pela autora, Leonor Lourenço;
  • Observação astronómica, com telescópio, da LUA, VÉNUS, MARTE, SATURNO e outros astros sob orientação de astrónomos amadores de Leiria.

Data: Noite de 23/04/2010 (6ª para sábado);

Horário: 20.45 – 23.00 horas;

Local: Jardim de Infância de Regueira de Pontes.


Não esquecer de trazer:
  • Comida/bebidas para partilhar;
  • Mapas celestes ou livros;
  • Telescópio ou binóculos;
  • Amigos ou familiares;
  • Vontade de aprender e dúvidas.


LINKS

Nota - Caso o tempo não esteja favorável à observação astronómica, será projectado uma apresentação multimédia.


ORGANIZAÇÃO
  • Núcleo de Astronomia Galileu Galilei do Agrupamento de Escolas Dr. Correia Mateus
  • Blog AstroLeiria - http://astroleiria.blogspot.com/
  • Educadoras do Jardim de Infância de Regueira de Pontes

quarta-feira, abril 14, 2010

O direito à revolta é uma coisa sagrada

As teses 'pedagogistas' da ministra da Educação
por LUÍS REIS TORGA - Historiador

Por vezes as insónias pregam-nos partidas… Levantei-me, cerca das três horas da madrugada, e fui ver televisão. Costuma ser o melhor soporífero. Sucede, porém, que sintonizei a RTPN e deparei-me com a retransmissão do debate sobre Educação na respectiva Comissão da Assembleia da República. Vi e ouvi com atenção e perdi completamente o sono. Por isso é ainda sob o efeito de uma noite mal dormida que escrevo estas palavras.

Na altura em que olhei para o televisor, a senhora ministra dissertava sobre as virtudes psicopedagógicas e sociais da passagem de ano pelos alunos do ensino obrigatório, opondo-se, em princípio, à sua "retenção" (a "reprovação" de que se falava, porventura mal, no nosso tempo). Para tal serviu-se, entre outros argumentos, dos exemplos da Dinamarca, da Finlândia (claro!), dos EUA…, ou seja, dos sistemas dos "países exemplares", como dizia ironicamente em 1930 Ortega y Gasset, referindo-se dessa vez às políticas universitárias. Nesses países - dizia - nem se conhece a palavra "retenção"! E, como também é hábito, falou da crítica pelos peritos da OCDE ao sistema educativo português pelo facto de haver, por isso, um significativo insucesso escolar.

Como é evidente, nenhum professor deseja que um aluno fique "retido". Por outro lado, é evidente que as várias hipóteses alternativas que se põem aos docentes e às escolas, para lidar com casos difíceis, não dão, nem podem dar, o resultado desejado. A senhora ministra foi-se referindo, folheando papéis, às medidas escritas nos regulamentos, nomeadamente no Estatuto do Aluno: currículos alternativos, provas de avaliação para alunos com excesso de faltas não justificadas, serviço comunitário, uso das bibliotecas escolares, ingresso nos CEF (cursos de educação e formação), Novas Oportunidades… Essas alternativas, como se dizia, nem sempre resolvem os problemas de aproveitamento (que o espírito das leis torna quase obrigatório), devido à ausência de estruturas nas escolas - turmas grandes, falta de técnicos auxiliares de educação e de equipas especializadas… - mas, sobretudo, devido aos problemas sociais de alguns alunos, despejados nas escolas pelos encarregados de educação, que raramente respondem às suas responsabilidades. Desta forma - como disseram alguns deputados no debate - a "não retenção" por que se bate a senhora ministra significa apenas… passagem administrativa.

Fui professor universitário durante 38 anos e professor liceal (como então se dizia) cerca de cinco, e sempre me pautei pela norma de tratar os alunos com amizade, mas com exigência. Aliás, os professores que, como aluno, guardo na memória são aqueles que sabiam e exigiam, por vezes até com alguma intransigência, e não vejo razão para que essa imagem não possa ainda ser válida, apesar de as condições da escola se terem modificado. Formei-me na prática pedagógica (mais do que na teoria) e na vocação que sentia, a qual me levou à leitura do Diário, de Sebastião da Gama, cujo idealismo bebi, ainda era estudante. Por isso, entendo que só através do ensino eficiente das matérias científicas (o Português, a Matemática, a História, a Física…), através de formas pedagógicas racionalmente aplicadas, e com o objectivo de integração cívica, se pode formar os estudantes. Sem exageros de tipo psicopedagógico e didáctico, que hoje se chamam "modernos", mas que correspondem a anseios antigos e que, pelo seu excesso, se poderão tornar ultrapassados. É evidente que este desejo de que o ensino se centre nas matérias a leccionar - que hoje parece ser lateral à educação, em especial no ensino obrigatório - não põe de parte um ensino profissional, que deveria ser uma orientação ainda precoce e fundamental em certos casos.

Não tenho da pedagogia a noção de "uma simples e vã retórica", embora possa compreender o desânimo dos professores, como, para falar de um caso extramuros (para que não se diga ser a situação apenas portuguesa), do filósofo e professor Juan Antonio Rodríguez Tous, que, numa entrevista a El Mundo (20.7.2009), se queixava da existência na escola de "duas frentes de batalha" contraditórias, ou seja, os alunos que se deveria instruir e a "quinta coluna pedagógica" que - numa espécie de mobbing laboral - só fala do "modo de ensinar" e que "intoxica o professor com burocracia", ao mesmo tempo que pouco se interessa pelas temáticas do ensino. Não tenho, pois, das verdadeiras Ciências da Educação uma visão negativa. Porém, infelizmente, confunde-se Pedagogia, assim como Didáctica e Psicologia Educacional, com "pedagogite" ou com o "eduquês", que se tornou um substantivo comum desde que Nuno Crato o introduziu no vocabulário. Desta forma, estamos a destruir o sistema de ensino e não a reformá-lo, como notou em França o matemático Laurent Laforgue, que denunciou o facto de o sistema educativo do seu país estar em vias de destruição, porque deixou de se valorizar os conhecimentos, mas finalidades pragmáticas de organização da sociedade segundo lógicas de mercado.

Na verdade, há muito que ele está em destruição, razão do abandono precoce da profissão de muitos e experientes professores. O "processo de Bolonha" veio completar, para o ensino superior, essa acção do camartelo "pedagogista". No caso do ensino obrigatório, debaixo de um aparente optimismo, a não "retenção" justifica-se, no fundo, não pela intenção de formar melhor mas pelas estatísticas e porque é preciso ter os alunos menos anos na escola, cujo percurso se torna cada vez mais longo, à medida que aumentam os anos da escolaridade obrigatória (agora 12), o que custa dinheiro. No ensino superior, ao invés, é conveniente que eles se mantenham mais tempo para atrasar o acesso ao emprego (para que as estatísticas do desemprego não subam ainda mais). A licenciatura tornou-se um mero ciclo de passagem, com uma formação deficiente, e pouco vale como ciclo autónomo. Os mestrados - antes só frequentados por alunos de quali- dade e agora abertos a todos - também necessariamente tiveram de se desvalorizar em termos de formação. E o mesmo está a suceder com os doutoramentos, alguns adquiridos simplesmente com a publicação de dois artigos em "revistas indexadas" (por agências privadas) ou por dissertações que não valem uma medíocre tese de licenciatura do meu tempo.

Claro que os "pedagogistas", os burocratas e a senhora ministra - com a bênção da UE e da OCDE (leia-se: Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico) - dirão que estou a depreciar a Educação. Ao invés, dir-lhes--ei que estou a lutar por ela, no seu sentido idealista e não economicista e neoliberal, e pela Cultura, que passa por uma profunda crise de identidade. A prova disso é que raramente o espírito crítico se levanta contra a situação existente. O que apenas se verifica é o "seguidismo", ou o debate em circuito fechado ou em circuito demasiado aberto (no espectáculo quase sempre demagógico da TV), ou a afirmação de revolta, mas só em momentos mais trágicos.

Já que estamos no Centenário da República, lembro as palavras de António José de Almeida: "O direito à revolta é uma coisa sagrada." É este apenas o sentido destas palavras de um velho professor.

P.S. Talvez fosse pelas condições em que presenciei o debate, mas não sei se ouvi a ministra da Educação do Governo do engenheiro Sócrates ou Isabel Alçada, professora, co-autora de livros para jovens, com um mestrado em Educação por Boston e responsável pelo interessante, mas não inédito, Plano Nacional de Leitura. Alguém me pode esclarecer?

Tertúlia em Coimbra - Como foi a Vida na Terra

Do Blog De Rerum Natura publicamos, com a devida vénia, o seguinte post do Professor Doutor Carlos Fiolhais:


Estou a organizar este evento em conjunto com a Câmara Municipal de Coimbra, no Dia Internacional da Terra, 22 de Abril de 2010, 21.30 horas, na Feira do Livro de Coimbra (Praça da República):

Tertúlia "Como Foi a Vida na Terra"

- Vanda Faria dos Santos (Museu Nacional de História Natural, Lisboa), "Pegadas de Dinossauros em Portugal"

Explica-se como se formam os icnofósseis em geral e as pegadas de dinossauros, em particular. Apresentar uma retrospectiva das jazidas com pegadas e trilhos de dinossauros no Jurássico e Cretácico de Portugal; sua importância patrimonial.

- Octávio Mateus (Museu Municipal da Lourinhã, Lourinhã), "Dinossauros de Portugal"

Explica-se em que condições se formaram jazidas com esqueletos e ninhadas de ovos de dinossauros. Apresenta-se uma retrospectiva das principais jazidas e novas descobertas de dinossauros em rochas do Jurássico e Cretácico de Portugal.

- Pedro Miguel Callapez (Museu Mineralógico e Geológico da Universidade de Coimbra, Coimbra, "Fósseis da região de Coimbra"

Mostram-se aspectos da evolução do espaço geográfico de Coimbra ao longo dos tempos geológicos. Apresenta-se uma retrospectiva sucinta dos principais fósseis e jazidas da região de Coimbra e Baixo Mondego.

- Eugénia Cunha (Departamento de Ciências da Vida da Universidade de Coimbra), "Como nos tornámos humanos"

Apresenta-se a história do homem na Terra como vem contada no livro com esse título que a autora acaba de publicar na Imprensa da Universidade de Coimbra.

Entrada livre. Haverá participação da audiência.

Moderador:
Carlos Fiolhais

Organizadores: Carlos Fiolhais e Pedro Callapez
Apoios: Câmara Municipal de Coimbra, Centro de Ciências da Terra da Universidade de Coimbra e Centro Ciência Viva Rómulo de Carvalho

Conferência no Instituto Geofísico de Lisboa

Instituto Geofísico do Infante D. Luís

Conferência

22 de Abril de 2010 - Sala 6.2.53 - 11.00 -12.00 horas


The Challenge of Climate Change - Professor Sir Brian Hoskins*

Climate varies on all time-scales and this natural variability provides a challenge to the detection of any possible change due to human activity and to the prediction of future changes. 19th century science provides the basis for confidence that such changes can be expected and many independent sources of data support that they are occurring. Complex climate models run on supercomputers aid in this attribution and give projections for future climate based on specified scenarios of human activity. However most impacts of climate change will depend on extreme regional weather changes and events for which the current predictive power is poor though much progress is achievable.

Probability predictions for future climate change have provided the basis for global emission mitigation scenarios that have been used to produce UK targets that have now been enshrined in its law. The changes in human activity and the development and applications of the technology required to meet such targets are possible but very challenging.

*Professor Sir Brian Hoskins is a Royal Society Research Professor and member of the new Committee on Climate Change. He shares his time between the Grantham Institute for Climate Change at Imperial College and Reading University, where he is Professor of Meteorology and was a head of department for six years. Sir Brian is recognised as one of the world's leading weather and climate scientists.

O estranho sismo ibérico de 11.04.2010


No passado dia 11 de Abril de 2010, pelas 22.08 horas (UTC - pela hora de Verão portuguesa foi às 23.08 horas e pela hora espanhola às 00.08 horas de 12.04.2010) ocorreu, perto da localidade de Nigüelas (província de Granada - Andaluzia) um aparentemente pequeno sismo, com intensidade II na Escala de Mercalli modificada no epicentro.

Poderão os nossos leitores pensar o que tem de estranho um sismo tão fraco numa zona que está perto do limite da Placa Africana e Euro-asiática - a resposta é que este sismo teve magnitude 6,3 (segundo o NEIC/USGS) ou 6,2 (IGN - Espanha) e o seu hipocentro foi a cerca de 610 km de profundidade...!

Assim, primeiro aspecto, um sismo com magnitude inferior ao de L'Aquila (Itália) não provocou sequer estragos; segundo aspecto, o hipocentro tão profundo não era espectável num local afastado do local onde muitos geofísicos põem o limite entre as placas (já em Marrocos) e onde não se fala de verdadeira subducção ou plano de Benioff.

Mas certamente os geofísicos irão, em breve, falar mais deste estranho sismo de que não se falou em Portugal...

Sugestões de leitura:

Sismo na Ásia

“Os feridos estão por todo o lado nas ruas"
China: 400 mortos e 10.000 feridos num sismo perto do Tibete


As autoridades chinesas tinham feito um balanço inicial de 300 mortos, avisando que o número de vítimas podia crescer já que há milhares de feridos e muitas pessoas continuam debaixo de edifícios derrubados pelo abalo.

A localidade de Yushu, epicentro do sismo numa zona de população tibetana no sul de Qinghai, tem uma população de perto de 80 mil pessoas. Muitas casas desabaram, várias estradas estão cortadas por desabamentos de terras e as comunicações tornaram-se muito difíceis nesta região montanhosa dos Himalaias.

“Era muito cedo e as pessoas estavam nas suas casas, podem ser muitas vítimas”, disse um porta-voz dos serviços de emergência de Qinghai. O primeiro abalo aconteceu perto das 8h00 (uma da manhã em Portugal), levando as pessoas a fugir para a rua.

O tremor de terra teve uma magnitude de 6,9, segundo o Instituto de Geofísica Americano, e de 7,1, de acordo com as autoridades chinesas. Seguiram-se três réplicas de magnitudes entre 5,2 e 5,8, precisa o instituto americano.

Na cidade de Jiegu, próxima do epicentro, mais de 85 por cento dos edifícios desabou, afirmou Zhuohuaxia, responsável do governo local, à agência Nova China. Entre os edifícios que se desmoronaram está uma escola profissional e “muitos estudantes ficaram debaixo dos escombros”.

“Os feridos estão por todo o lado nas ruas, muita gente sangra da cabeça”, disse o mesmo responsável.
“De repente, as casas colapsaram. Foi um terramoto terrível. Num pequeno parque, há uma torre budista e o topo da torre caiu… Toda a gente está nas ruas, diante das suas casas, a tentar encontrar familiares”, descreveu Karsum Nyima, um jornalista na televisão oficial CCTV.

Poucos meios
As operações de salvamento decorrem com muito poucos meios: “Contamos principalmente com as nossas mãos para procurar nos escombros porque não temos escavadoras. Também não temos equipamento médico”, disse Shu Huajie, um responsável da polícia militar que tem a cargo as operações. “Foram enviados soldados para salvar as pessoas debaixo das casas”, afirmou à Nova China outro responsável local, Huang Limin.

A CCTV mostrou soldados e polícias militares à procura de sobreviventes tentando afastar os escombros com pás.

As autoridades da província anunciaram o envio de 5000 tendas, mas muitos residentes podem ficar sem abrigo sujeitos a temperaturas muito baixas em Yushu e mais frias ainda nas aldeias de montanha.
Esta região enfrenta abalos frequentes, mas muitos não chegam a fazer vítimas pois atingem áreas pouco habitadas.

terça-feira, abril 13, 2010

Livro de fotografia - lançamento em Leiria


O CEPAE (Centro de Património da Estremadura) e os Autores têm o prazer de convidar V.ª Ex.ª a estar presente na sessão de lançamento da Antologia de fotógrafos do distrito de Leiria SENSIBILIDADES 25, que reúne trabalho fotográfico inédito de 25 fotógrafos da região de Leiria.

A sessão terá lugar no dia 17 de Abril de 2010 pelas 16.00 horas, no Ateneu de Leiria (à Praça Rodrigues Lobo), em Leiria.

A apresentação da obra será feita por Alfredo Cunha.


CEPAE
Centro de Património da Estremadura
Praça Mouzinho de Albuquerque
Edifício Mouzinho de Albuquerque
2.º andar, Sala 1, Apartado 188
2440 - 901 BATALHA

http://www.cepae.pt

e-mail: cepae@sapo.pt

Telf./ Fax: 244 766 199

segunda-feira, abril 12, 2010

Yuri's Night




Do Blog De Rerum Natura publicamos o seguinte post, escrito pela Doutora Palmira F. da Silva:

Hoje, pela mão da Rádio Zero e do Técnico, Portugal junta-se pela primeira vez às celebrações mundiais da Yuri's Night, uma acção que teve início em 2001, com vista a celebrar o épico voo de Yuri Gagarine, o primeiro humano no espaço, em 1961, assim como o primeiro voo do Space Shutle, 20 anos depois.

A partir do bar da Associação de Estudantes, no Instituto Superior Técnico, irá decorrer uma emissão espacial, que reúne música, programas documentário e conversas com convidados especiais sobre o passado, o presente e o futuro da Humanidade no Espaço.

Momentos musicais por Jan Turkenburg (NL), João Ricardo (BR), Luís Antero (PT), Pedro Lopes & Mush Von Namek (PT), Pedro Lopes & Manuela São Simão (PT).

Irá ainda decorrer pelas 16 horas uma conversa sobre o espaço que contará com a participação de Mário Lino, Orfeu Bertolami, Paulo Gil e Alexandre Martins do IST e pelas 18 horas um debate acerca do futuro dos engenharias Aeroespaciais com os membros da APAE (Associação Portuguesa de Aeronáutica e Espaço).

Pelas 22h30 Orphelia e os Cosmonautas fazem as honras da casa num grande concerto, uma peça especialmente composta para celebrar a fantástica aventura da Humanidade no Espaço.

Hoje celebramos a conquista do Espaço

Post conjunto com o Blog AstroLeiria:

Yuri Alieksieievitch Gagarin (em russo: Ю́рий Алексе́евич Гага́рин, Klushino, 9 de Março de 1934Kirjatch, 27 de Março de 1968) foi um cosmonauta soviético e o primeiro homem a viajar pelo espaço, em 12 de Abril de 1961, a bordo da Vostok I, uma nave que pesava 4725 quilos.

in Wikipédia


STS-1 was the first orbital flight of the Space Shuttle, launched on 12 April 1981, and returning to Earth 14 April. Space Shuttle Columbia orbited the earth 37 times in this 54.5-hour mission. It was the first US manned orbital space flight since the Apollo-Soyuz Test Project on 15 July 1975. STS-1 was one of the few manned maiden test flights of a new spacecraft system, although it was the culmination of atmospheric testing for the Space Shuttle program.

domingo, abril 11, 2010

Encontro e Debate sobre a Catástrofe da Madeira


Encontro e Debate sobre a Catástrofe da Madeira
Uma Visão do Ordenamento Biofísico

O encontro terá lugar no dia 26 de Abril de 2010, segunda-feira, às 14.00 horas, na Sociedade de Geografia de Lisboa (SGL). Será promovido por esta entidade e pela Associação Portuguesa dos Arquitectos Paisagistas (APAP).

A sessão será aberta por uma mesa constituída pelo Presidente da SGL, pela Presidente da APAP, pelo Arq. Paisagista J. Reis Gomes (APAP) e pelo Prof. Sérgio Claudino (SGL).

Esta mesa destina-se a dar início aos Trabalhos e apresentação dos palestrantes: o Presidente da SGL, a Presidente da APAP dirão umas breves palavras e os outros dois farão uma sumária apresentação dos palestrantes.

De imediato tomarão a palavra os convidados presentes - na 2ª mesa:
  • Geógrafo madeirense, Doutor Raimundo Quintal (CEG/UL);
  • Arq. Paisagista Fernando Pessoa;
  • Eng.º Rodrigo de Oliveira, prof. IST/UTL;
  • Eng.º Delgado Domingos, prof. jubilado IST/UTL;
  • Geólogo Domingos Rodrigues, prof. UMA.

Estão previstas intervenções de 20 minutos e para os participantes especialmente vindos da Madeira de 40 minutos. A cada duas intervenções seguem-se 20 minutos de debate.

Na sequência desta Conferência e Debate, serão divulgadas as evidências mais emergentes da Reunião para que possam dar pistas aos trabalhos que irão seguir-se com a Própria Metodologia dos Concorrentes ou das Entidades que venham a ser envolvidas nos estudos e consequentes intervenções que se pretendem concertadas.

A entrada é livre.


Secção de Ordenamento do Território e Ecologia

Sociedade de Geografia de Lisboa

http://www.socgeografialisboa.pt

sábado, abril 10, 2010

Workshop sobre Geoarqueologia em Torres Vedras e Serra do Sicó

Workshop Geoarqueologia

(clicar para aumentar)

19 de Junho de 2010 - entre as 10.00 e as 18.00 horas
Auditório da Junta de Freguesia de Santa Maria do Castelo e S. Miguel e Laboratório de Paleontologia e Paleoecologia da Associação Leonel Trindade - Sociedade de História Natural

20 de Junho de 2010 - Visita de Campo ao Maciço do Sicó


Formadores: Luca Dimuccio, Thierry Aubry, Lúcio Cunha

Preço
: 45€ (sócios) / 65 € (não sócios) - 2 dias - Até 15 participantes
10€ (sócios) / 20 € (não sócios) – 1 dia (não inclui visita de campo) até 20 participantes


SINOPSE

Na interface entre as Ciências da Terra e as Ciências Humanas, a Geoarqueologia coloca-se como uma disciplina que utiliza conceitos e técnicas próprias das Ciências da Terra em campo arqueológico e no intervalo temporal que corresponde a presença do Ser Humano à face da Terra. Trata-se de uma ciência interdisciplinar que aproveita aproximações teóricas, vocabulários e instrumentos metodológicos provenientes quer das Ciências da Terra, quer da Arqueologia, com o intuito de chegar a interpretações arqueológicas mais completas através da construção de modelos sobre as dinâmicas ambientais e da paisagem inferidas a diferentes escalas de análise.

Quase sempre um geoarqueólogo analisa dois sistemas diferentes, o natural e o antrópico (ou cultural) regidos por dinâmicas distintas e que interagem entre si duma maneira complexa. Nenhum objecto ou vestígio é independente do sistema (ou subsistema) em que se encontra inserido. Os dois sistemas, juntamente com as inter-relações entre os diferentes componentes que os constituem, correspondem ao chamado “contexto”. Cada artefacto, camada sedimentar, horizonte de solo ou sítio arqueológico faz parte de um contexto que compreende relações entre um sistema natural e um sistema cultural, e que sofreu modificações, pelo menos no intervalo de tempo que decorre entre a sua fabricação/uso e o instante em que o arqueólogo o descobre.

A finalidade última da Geoarqueologia é compreender as relações biunívocas existentes entre os grupos humanos do passado e os ambientes em que viveram. Assim sendo, a abordagem gearqueológica permite reconstituir as sucessões estratigráficas ao nível do sítio e/ou da região, as sequências de eventos e sua datação, os paleo-ambientes e suas modificações no tempo assim como as relações com as variações climáticas globais e/ou regionais, os sistema de povoamento e as relações entre povoamento e ambiente físico, a utilização dos recursos naturais, os efeitos do impacte antrópico sobre o território e os seus componentes, os processos de formação dos sítios arqueológicos e dos seus elementos, as inferências entre processos antrópicos e não antrópicos, as modificações sin e pós-deposicionais, a conservação dos sítios e dos vestígios, etc.


Inscrições aqui
para mais informações contactar educacao@alt-shn.org


PROGRAMA

O workshop compõe-se de três apresentações em PowerPoint (no 1º dia), discussão informal entre os oradores e o publico, assim como de uma visita de campo (no 2º dia) a sítios arqueológicos de grutas, abrigos e de ar livre no Maciço de Sicó (Portugal Central).

Os tópicos a tratar nas apresentações, na discussão informal e na visita de campo são:
  • A Geoarqueologia, na interface entre as Ciências da Terra e a Arqueologia;
  • Descrição e interpretação genética de solos e sedimentos arqueológicos;
  • Determinação das relações espaciais entre solos, sedimentos, estruturas tectónicas e formas da paisagem;
  • Análise espacial dos vestígios arqueológicos;
  • Implicações arqueológicas das dinâmicas de sedimentação;
  • As informações geoarqueológicas como suporte as interpretações arqueológicas.

1º dia (manhã)
  • A abordagem geoarqueológica (Luca Dimuccio) - 1 ½ horas
  • Uma abordagem experimental em Geoarqueologia: matérias primas, lito-tecnologias e a análise espacial dos vestígios (Thierry Aubry) - 1 ½ horas

1º dia (tarde)
  • As armadilhas geoarqueológicas do Maciço de Sicó (Portugal central): análise do registo arqueo-estratigráfico e implicações paleoambientais. (Luca e Thierry) 2 horas
  • Oficina de Talhe (arqueologia experimental) - Laboratório

2º dia (manhã e tarde)

Visita de campo: Maciço de Sicó - grutas, buracas e sítios arqueológicos ao ar livre (Luca, Thierry e Prof. Lúcio Cunha)